Esportes
11/11/2017 - 05h25

Rebouças, 45 anos fazendo bem ao coração dos santistas- confira galeria de fotos




Maior e mais antigo equipamento esportivo público de Santos, o Centro Esportivo e Recreativo Rebouças (Ponta da Praia) completa neste mês 45 anos.
 
Presente na memória afetiva de algumas gerações, o complexo exerce há quase meio século um papel importante na qualidade de vida da população. Ele serve a competições, aulas e eventos e mantém-se aberto para inúmeras pessoas que apenas querem caminhar nos seus 23 mil m² ou às crianças que vão se divertir no tradicional parquinho.
 
Para comemorar a data, neste sábado (11) estão programadas nada menos que 13 horas seguidas de atividades esportivas e lúdicas (confira lista abaixo). A maioria destinada para os alunos e algumas abertas para o público em geral.
 
O Rebouças possui ginásio poliesportivo, três quadras cobertas, piscina, academia de musculação, pista para cooper e caminhada, salas de bike indoor e artes marciais, duas salas multiúso e parquinho. Mensalmente, são cerca de quatro mil atendimentos em 31 modalidades, e mais cinco mil nos agendamentos do espaço.
 
Frequentadores do passado e do presente relatam uma relação especial com o espaço. É o caso de Stephanie Arins, 19 anos. “Se não fosse o Rebouças não estaria na patinação. Quando tinha 11 anos vi uma apresentação, me encantei. Normalmente é uma atividade paga, mas aqui tinha. Toda família aproveita. Minha mãe faz musculação e ginástica. Já meu pai, musculação”.
 
Alexei Schenin, 43 anos, cadeirante, faz aulas de musculação e destaca a importância do Centro. “É um espaço muito importante para os munícipes, oferece oportunidades para todas as idades. Em relação à inclusão é maravilhoso e com profissionais qualificados”.
 
HISTÓRIA
 
A inauguração no dia 4 de novembro de 1972 teve grande repercussão. O ginásio recebeu jogos e atividades de diversas modalidades que se seguiram durante uma semana. A primeira partida realizada foi de vôlei feminino. A seleção santista enfrentou a forte equipe de São José dos Campos, e venceu por 3 a 0.
 
 
A professora da Semes, hoje aposentada, Gilmara Guerrissi, jogou. “Foi uma grande vitória, mas o Ginásio do Rebouças é que foi a grande conquista da Cidade. A partir daquele momento, passou a ser o coração do esporte santista. Sempre importante para os atletas e também para a população”, explicou Gilmara, que foi secretária de Esportes.
 
 
Quem também tem muitas histórias é Jorge Luiz Pereira, o professor Bezerra. “No Rebouças joguei como atleta, depois fui professor. Já treinador, tive o privilégio, entre tantos títulos, de vencer aqui os Jogos Abertos de 2010. Além de receber grandes jogos, foram formados muitos atletas. Trabalhamos com iniciação, que é fundamental para a modalidade”.
 
Programação de comemoração

 
 
Da Redação
 

Comentários (0)


Fala Santos
E-mail: contato@falasantos.com.br
© 2010 Fala Santos. Todos os direitos reservados. site criado por