Cidades
18/06/2018 - 03h13

Nova Entrada de Santos: definida classificação para terceira etapa das obras


A etapa 3 da Nova Entrada de Santos prevê a construção de uma grande obra: o viaduto no encontro das avenidas Nossa Senhora de Fátima e Martins Fontes para eliminar semáforos. Também a remodelação do sistema de drenagem do Saboó, visando melhor eficiência no escoamento das águas pluviais. A lista dos classificados na licitação foi publicada no Diário Oficial de quinta-feira (14).
 
Após o prazo de recurso de cinco dias úteis, serão abertos os envelopes de habilitação, para confirmar por meio de documentação se as empresas estão aptas legalmente a executar os serviços. Das 14 participantes, 13 foram classificadas, nesta ordem: Terracom, Teto, Fortnort, Lemam, Ideal, Concrejato, Artec, Triunfo, Enpavi, Cetenco, Solovia, Porto Belo e Jofege.
 
Drenagem - As intervenções de drenagem contarão com novas redes que vão conduzir as águas para o Rio Lenheiros (depois do campo das categorias de base do Santos Futebol Clube), que corre em direção ao mar. As intervenções propostas vão alterar o sistema que hoje faz o escoamento das águas pluviais do Saboó em direção à vala da marginal direita da Via Anchieta.
 
Para tanto o projeto prevê a recuperação de duas galerias paralelas da Martins Fontes e construção de uma nova galeria longitudinal na pista ao lado do muro da ferrovia, entre a Rua Caraguatatuba e o Rio Lenheiros. A obra envolve ainda a recuperação da ponte sobre o Rio Lenheiros, com aumento da largura do rio, para aumentar a sua vazão.
 
Execução - A previsão é que as obras comecem no segundo semestre deste ano. Com prazo de execução de 42 meses, o custo total estimado para os serviços é de R$ 105 milhões. A etapa 3 envolve novas calçadas, terraplenagem, geotecnia e pavimentação. Além de infraestrutura para iluminação e sinalização para readequação de vias de transporte coletivo na Zona Noroeste.
 
A macrodrenagem será completada com as intervenções que competem ao Estado na remodelação da entrada da Cidade, sob a responsabilidade da Ecovias, concessionária do sistema Anchieta-Imigrantes. Para minimizar os efeitos da chuva no local haverá a troca das tubulações. Dutos que hoje têm, no máximo, 80 cm de diâmetro serão substituídos por outros com até cinco vezes mais capacidade de vazão do fluxo de água.
 
 
Da Redação
 

Comentários (0)


Fala Santos
E-mail: contato@falasantos.com.br
© 2010 Fala Santos. Todos os direitos reservados. site criado por