Mulher
07/11/2018 - 03h46

Plano Municipal visa envolver a sociedade no combate à violência contra a mulher


Denunciar, socorrer e tomar as providências necessárias sobre qualquer informação ou até mesmo suspeita de violência contra uma mulher, seja na casa vizinha, na rua, no bar, no clube, hospital, ou qualquer lugar público. Este é o objetivo do novo Plano Municipal de Combate Comunitário à Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher instituído por meio do Decreto 8.265/2018, publicado nesta segunda-feira (5), que também prevê a criação de projetos de prevenção e de conscientização, por meio de palestras, encontros e debates que envolvam as comunidades de Santos.
 
Os encontros têm o objetivo de orientar a população sobre as medidas que devem ser adotadas em casos que envolvam a violência contra a mulher. Também serão promovidas capacitações com educadores de escolas públicas e particulares com o intuito de conscientizar e também para que fiquem atentos aos seus alunos, identifiquem os sinais de que a criança ou adolescente vivam em ambiente de violência e saibam as providências a serem tomadas quando for o caso.
 
Segundo a Coordenadora de Políticas para a Mulher, Diná Ferreira Oliveira, com a promulgação da Lei Maria da Penha, em 2006, a violência contra a mulher deixou de ser um problema do casal e passou a ser um problema da sociedade. “É uma realidade que acontece cotidianamente e, em todas as suas formas, viola os direitos humanos e afeta a saúde física e mental da vítima. Interfere na autoestima, no desempenho profissional e pode levar à depressão, ao alcoolismo e às drogas. Com o novo Plano Municipal, visamos sensibilizar as pessoas de que a violência contra a mulher é um problema de todos nós”.
 
 
Da Redação
 

Comentários (0)


Fala Santos
E-mail: contato@falasantos.com.br
© 2010 Fala Santos. Todos os direitos reservados. site criado por