Tecnologia
03/07/2020 - 06h44

Documento digital do veículo está disponível em todo o país


Motoristas já podem portar a versão eletrônica do CRLV no celular.
 
Agora, todos os motoristas e proprietários de veículos do país podem ter os documentos de porte obrigatório de trânsito no celular por meio do aplicativo Carteira Digital de Trânsito (CDT), desenvolvido pelo Serpro para o Ministério da Infraestrutura.
 
Na quarta-feira (1º), o Pará foi a última localidade a oferecer a versão eletrônica do Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) para a população do estado. O CRLV digital, que já é utilizado por mais de 4 milhões de proprietários de veículos, tem a mesma validade jurídica do documento impresso e pode ser compartilhado eletronicamente de forma segura. A Carteira Nacional de Habilitação (CNH) já estava disponível para todos os motoristas do país desde 2018.
 
"Essa é uma revolução de décadas, que permite que o cidadão possa ter, na palma da mão, documentos eletrônicos com o mesmo valor jurídico dos físicos", celebrou o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas. O ministro ressaltou ainda que a tecnologia traz a vantagem de desburocratizar processos e reduzir custos exigidos pela emissão dos documentos em papel. Todas as 27 unidades da federação deveriam adotar o CRLV digital até o dia 31 de julho. 
 
Para ter o CRLV digital, o cidadão deve fazer primeiro o download do aplicativo Carteira Digital de Trânsito, disponível gratuitamente no Google Play e App Store. O app permite que sejam adicionadas as versões eletrônicas tanto do documento veicular quanto da carteira de habilitação.
 
O cadastramento do veículo pode ser realizado no próprio aplicativo, mas o proprietário deve estar em dia com o licenciamento anual. Após serem baixadas, as versões eletrônicas dos documentos ficam disponíveis no dispositivo móvel mesmo sem internet.
 
Compartilhamento
 
O CRLV Digital também pode ser compartilhado para outra pessoa que utiliza o mesmo veículo, desde que ela também já tenha instalado, em seu dispositivo móvel, o aplicativo CDT. O compartilhamento pode ser realizado para até cinco pessoas ao mesmo tempo. Quem recebe o CRLV digital não consegue exportar ou compartilhar o documento, mas pode apresentá-lo às autoridades de trânsito.
 
Quando o proprietário do veículo não quiser mais compartilhar o documento, é só cancelar a opção no aplicativo. Quem ainda quiser o documento em papel  pode fazer a impressão de sua própria casa a partir do próprio aplicativo ou acessando o Portal de Serviços do Denatran.
 
A validade jurídica do documento fica garantida pelo QR Code desenvolvido pelo Serpro.
 
 
Da Redação
 

Comentários (0)


Fala Santos
E-mail: contato@falasantos.com.br
© 2010 Fala Santos. Todos os direitos reservados. site criado por