Saúde
19/11/2020 - 09h27

Pfizer conclui 3ª fase de testes com vacina e anuncia 95% de eficácia




A norte-americana Pfizer anunciou nesta 4ª feira (18.nov.2020) a conclusão da 3ª e última fase de testes da vacina contra a covid-19 desenvolvida em parceria com a alemã BionTech. De acordo com as empresas, a análise preliminar dos resultados indica 95% de eficácia do imunizante contra a doença causada pelo coronavírus 28 dias após a aplicação da 1ª dose.
 
A vacina, batizada de BNT162b2, teve a mesma eficácia verificada em todas as faixas etárias, gêneros e etnias, segundo os laboratórios. Foi testada em voluntários que não haviam sido infectados pelo coronavírus e também em pessoas que já contraíram a covid-19.
 
A 3ª fase de testes com a vacina da Pfizer e BionTech começou em julho e envolveu mais de 43.000 participantes em 6 países: Estados Unidos, Brasil, Alemanha, Turquia, África do Sul e Argentina.
 
Os resultados divulgados nesta 4ª feira se referem à análise preliminar de 170 casos de covid-19 identificados entre os participantes dos testes. Foram 162 casos entre aqueles que tomaram placebo e 8 entre os que receberam a dose da BNT162b2. A doença se desenvolveu para estágios graves em 10 desses 170 infectados. Só 1 deles havia recebido a vacina.
 
Os laboratórios informam que não foi constatada nenhuma ocorrência grave de segurança relacionada à vacina. Dizem também que o imunizante cumpre todas as exigências de segurança da FDA, o órgão norte-americano equivalente à nossa Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).
 
Eis a íntegra do comunicado conjunto da Pfizer e BionTech (em inglês).
 
“O resultado marca 1 importante passo nessa histórica jornada de 8 meses para produzir uma vacina capaz de ajudar a encerrar essa pandemia devastadora. Continuaremos a prosseguir à velocidade da ciência para compilar todos os dados coletados e compartilhá-los com os órgãos reguladores ao redor do mundo“, disse o CEO da Pfizer, Albert Bourla.
 
Os resultados da 3ª fase de testes da vacina BNT162b2 ainda não foram revisados por cientistas de fora do laboratório. As duas empresas informaram que devem submeter os dados para revisão assim que a análise própria for concluída.
 
VACINA NO BRASIL EM 2021
 
O presidente da Pfizer no Brasil, Carlos Murillo, disse na semana passada que a vacina contra a covid-19 desenvolvida pela farmacêutica pode estar disponível em solo nacional no 1º trimestre de 2021. O Ministério da Saúde ainda não tem acordo fechado para a aquisição do imunizante.
 
“Ainda estamos trabalhando fortemente com o governo brasileiro para tentar acelerar a disponibilidade o mais rápido possível”, disse Murillo.
 
A farmacêutica afirmou, em nota, que “o pedido de aprovação do registro no país dependerá da submissão de dados de eficácia de segurança”, mas não citou datas. Eis a íntegra do comunicado.
 
Um obstáculo para a distribuição da BNT162b2 é a infraestrutura necessária para seu transporte e armazenamento. Isso porque a vacina precisa ser mantida a uma temperatura de -70ºC. A Pfizer deu início nesta semana a 1 programa piloto para testar a logística de distribuição da substância em alguns Estados norte-americanos.
 
COMO AS VACINAS SÃO DESENVOLVIDAS
 
Entenda aqui as etapas de desenvolvimento de uma vacina:

 
 
Poder 360
 

Comentários (0)


Fala Santos
E-mail: contato@falasantos.com.br
© 2010 Fala Santos. Todos os direitos reservados. site criado por